A brincadeira ficou séria. Em Paris, usuário morre em acidente com patinete elétrico. Em Goiânia, não há regulamentação para o uso do equipamento

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

Assim como em Goiás e em inúmeras outras cidades no Brasil e no mundo, os patinetes elétricos caíram no gosto dos jovens, tanto como meio de transporte em curtas distâncias como para lazer. O problema é que a brincadeira é muito mais séria do que se pode imaginar. Não existem regras de segurança na maioria das cidades que tem esses equipamentos. Em Paris, um usuário bateu em um caminhão e morreu – informação publicada no site Globo.com. A capital francesa tem patinetes elétricos há um ano, mas não baixou qualquer regulamentação. Em Goiânia, também não há regras, e existe um grande número de registros de pequenos acidentes, poucos com maior gravidade.

O jornal O Popular já chamou a atenção para a falta de regulamentação, em Goiânia

O jornal O Popular já chamou a atenção para a falta de regulamentação, em Goiânia

Em São Paulo, a Prefeitura baixou uma regulamentação, que inclui limites de velocidade e a obrigatoriedade de os usuários usarem equipamentos mínimos de segurança, como capacetes. O usuário que morreu em Paris não tinha equipamento algum.

Deve-se esperar que alguma morte aconteça também em Goiânia a exemplo do que aconteceu em Paris ou já está na hora de a Prefeitura estabelecer regras de boa convivência entre usuários de patinetes, pedestres, carros, motos e bicicletas?