Arquivo da categoria: Blog do Afonso

Impressões do cotidiano

Sob medida? Não, mas que parece, parece

Olha só que baita decisão. Um dia depois de mandar soltar todos os acusados na Operação Lava Jato, presos pela Justiça do Paraná, o ministro Teori Zavascki voltou atrás para manter todos eles fechadinhos da gaiola da Lei. Todos? Não. O ex-diretor da Petrobrás, Paulo Roberto Costa, foi o único que caiu fora.

PAULO-ROBERTO-PETROBRAS-100-montagem-size-598

É claro que seria um completo absurdo supor que a decisão inicial do ministro, de mandar libertar todo mundo, teve segunda intenções que não a intenção única de zelar pela correta aplicação da legislação. Que ficou parecendo encomenda sob medida, ficou.

ministro_teori_zavasck

Mas a primeira decisão foi baseada em que? Foi baseada no que diz a lei a respeito de fórum privilegiado de deputados federais e outros bambambãs da republiqueta verdamarela. Como a acusação de furto de bilhões de reais inclui pelo menos 2 deputados federais, o caso todo deveria ser enviado à burocracia brasiliense.

doleiro Alberto

O Juiz Federal do Paraná, Sérgio Moro, mandou para o alto apenas a parte que diz respeito aos parlamentares. Ele entendeu que o doleiro Alberto Youssef e os demais 11 acusados, incluindo o ex-diretor da Petrobrás, ficariam bem guardadinhos ali mesmo, nas prisões do Paraná.

A única dúvida que deve incomodar é se houve ou não 2 pesos. Se o balaio é o mesmo, e 11 vão continuar na cadeia, por que a libertação do ex-diretor da Petrobrás não foi também revogada imediatamente?

My Way, by Roberto Carlos

E o tal comercial do retorno do rei Roberto Carlos ao mundo dos carnívoros? Foi o único de uma série que não existiu: ficou sentado à mesa, trocou o prato e o garçom disse a ele que a carne era Friboi. ¨Com certeza¨, disse o rei.

roberto-carlos-come-carne

E daí? Daí que o comercial não mostrou ele comendo o pedação de carne, mas se comeu não deve ter gostado.

Como diz a letra de My Way, será que Roberto Carlos comeu mais do que conseguiria/gostaria de engolir?

Burocracia brasileira ama carimbos

Quer complicar algum trâmite legal? Simples, exija carimbo, assinatura reconhecida em cartório, selos e tal e coisa. O Brasil é ainda hoje um campeão mundial quando o assunto é burocracia. Uma montanha de dinheiro e tempo que se joga no lixo.

carimbo

Já houve até um Ministério em Brasília para acabar com a burocracia brasileira. O que aconteceu? Acabaram com ele.

A conta vai chegar em 2015. E será salgada

Previsão feita ontem pela jornalista Lillian Witte Fibe, no programa do Jô, Rede Globo: prepare-se que a conta da inflação represada vai chegar no ano que vem, com aumento no custo de vida e arrocho fiscal.

Ilustração veiculada no blog conexão social

Ilustração veiculada no blog conexão social

Quer dizer, o que já é uma extorsão, a carga fiscal paga pelos brasileiros, vai ficar pior. Carlos Alberto Sardenberg disse ontem que a classe média brasileira – renda entre 3 mil e 10 mil reais por mês –, os coxinhas tão desprezados pelos raivosos que se sentem revolucionários, é quem mais paga impostos no Brasil. Eles trabalham nada menos que 161 dias por ano somente para alimentar a pior praga do Brasil: os governos – nos 3 níveis, federal, estaduais e municipais. Nos últimos 10 anos, a extorsão praticada via impostos aumentou quase 10%.

O babaca, as babaquices, coxinhas e o medo real

 

¨Ah, não, porque turista tem que ter metrô que leve até dentro do estádio. Que babaquice é essa?¨.
Algum baba prometeu isso...

Algum babaca prometeu isso…

A frase foi dita pelo ex-presidente Lula durante encontro com blogueiros e ativistas digitais de São Paulo, numa referência a obras de mobilidade que deveriam ter sido construídas paralelamente aos novos estádios para a Copa do Mundo.

Metrô que leve até dentro de estádio… Nunca antes na história desta Copa alguém defendeu uma babaquice dessas. Metrô que leve às proximidades do estádio, sim, foi prometido.

Promessa cumprida

Promessa cumprida

Bom, mas se é uma babaquice, quem foi o babaca que prometeu metrô, aeroportos, novas avenidas e tal e coisa para a Copa, há cerca de 7 anos, quando governava o Brasil?

– – – –

Lógica do Lula sobre necessidade de metrô, avenidas, ônibus do transporte coletivo, essas ¨babaquices¨ que constituem a tal mobilidade urbana. Ao relembrar seus tempos de torcedor, ele lascou: ¨Nós nunca tivemos problemas de andar (até os estádios) a pé. Anda a pé, vai descalço, vai de bicicleta, vai de jumento, vai de qualquer coisa…¨.

Moderno veículo de mobilidade urbana

Moderno veículo de mobilidade urbana

Já pensou se uma legião assim chegar na bilheteria das arenas para comprar ingressos?… Mas nem se o Bolsa Família fizesse uma promoção da Copa tipo ¨ganhe uma e leve duas Bolsas Famílias¨ essas pessoas conseguiriam pagar as entradas do espetáculo.

Para encerrar esse negócio de babaca e babaquices, que nome se daria a um estacionamento de jumentos nas cercanias de arenas???

Quem são os coxinhas?

O tom deve ser sempre de raiva ou de desprezo: é contra alguma atitude que considera errada praticada pelo governo? É coxinha. Sente falta de conforto nos aeroapertos brasileiros sucateados? Coxinha. Acha que existe exploração eleitoral da Bolsa Família? Coxinha, coxinha, coxinha.

coxinha

Mas, afinal, quem são os coxinhas? São aqueles extorquidos por uma das maiores e mais injustas carga de impostos do planeta. São os que pagam a Bolsa Família na mesa dos pobres e os charutos e caviar que frequentam determinadas mesas da nomenklatura brasileira.

O Brasil com raiva

Não foi só pelos 20 centavos… Foi raiva. Raiva de tudo o que tem acontecido no Brasil ao longo das últimas décadas. Raiva de quem pensa diferente e de forma antagônica. raivaRaiva da impunidade de políticos ladrões. Raiva da corrupção. Raiva do Estado que exige muitíssimo com impostos e não oferece quase nada em troca. Raiva dos bandidos que matam a toda hora e não ficam presos. Raiva do trânsito enlouquecedor das maiores cidades. Raiva do medo real do dia a dia, e não daquele medo criado por pura marquetagem política.

protesto-campinas

O Brasil está com raiva. Como talvez jamais sentiu antes com tanta intensidade.

Não, não foi só pelos 20 centavos. É por tudo isso que aí está.

Vai ter Copa, e vai ser do balacobaco

Tá chegando a hora. Menos de um mês para a grande festa. Peralá… Grande festa? Será mesmo uma grande festa? Pelo menos, que não seja grande, mas uma pequena festa? Festinha? Festica de nada, vai. Sabe-se lá o que vai ser.

Copa fogueira

Ensaio geral da fogueira começou

Ontem, quinta, 15, protestos raivosos em algumas das cidades que vão sediar jogos da Copa. São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Em Recife, greve na PM terminou, mas com saques a lojas. A Justiça determinou previamente que a Polícia Federal não poderá entrar em greve durante a Copa. Que bobagem. Uma operação padrão pararia tudo, mesmo que sem greve. Sem falar na lei contra manifestações. Tudo somado, eis o ensaio geral da Copa lado B.

Mas se quase todo mundo passou pelo menos 5 anos sonhando com a realização da Copa no Brasil, por que agora tem tanta gente contra?

A torra de dinheiro público

Os brasileiros estão escandalizados com o preço que está se pagando para realizar a tal festona. Não há uma única obra diretamente ligada ao evento Copa no Brasil que não tenha se registrado superfaturamento. Nem unzinho sequer. Nada.

Mas a questão real, pés no chão, é que sempre foi assim. Nenhuma obra feita pelos diversos níveis da administração pública custa o que realmente deveria custar. Por que, então, a revolta contra os estádios superfaturados? Talvez seja porque mais pessoas foram informadas sobre essas obras.

Estádio Nacional, Brasília, custou mais de 2 bilhões de reais

Estádio Nacional, Brasília, custou mais de 2 bilhões de reais

Uma coisa é a rodovia no interior de algum sertão ter custo incompatível, outra é o conjunto de obras da Copa. A repercussão de um é infinitamente menor do que da outra. Uma coisa é um hospital ou uma escola ter custo equivalente ao dobro do que se gastou, outra é o estádio, a tal arena. O hospital e a escola chamam a atenção de alguns poucos no bairro onde foram feitos, ou de toda a cidade, ou mesmo da população do Estado. A arena da Copa, não interessa onde ela foi erguida, tem holofote nacional. Essa é a diferença.

A incompetência administrativa

Outro ponto que pode ter desencadeado o processo das fogueiras contra a Copa é a incompetência. Nada ficou pronto a tempo. Aliás, a maioria das obras previstas fora dos estádios nem vai terminar antes do pontapé inicial da Copa. E ninguém sabe se um dia serão concluídas.

Será que as obras inacabadas vão terminar algum dia ou será esse um dos legados da Copa?

Será que as obras inacabadas vão terminar algum dia ou será esse um dos legados da Copa?

Na metade dos seis estádios, as empresas de telefonia móvel admitem que o sinal vai falhar. Em Cuiabá, são esperados 40 mil visitantes/torcedores. O governo do Estado já avisou que não terá cama pra todo mundo. O estádio da abertura da Copa, o Itaquerão, em São Paulo, será entregue, mas continuará em obras, e parte da arquibancada não terá cobertura, como estava previsto antes.

Metrôs, estações de transbordo de passageiros urbanos, aeroportos, portos para receber turistas marítimos, rodovias… Nada disso está pronto. Muitas obras sequer saíram do papel. E o que saiu é essa lástima improvisada.

Parênteses. Nas décadas de 60/70 e 80, quando era modinha ocidental implantar ditaduras militares, dizia-se que os ditadores podiam quase tudo, menos perder guerras. Troca-se o cenário. Coloque o governo perdendo a guerra administrativa e percebe-se o fósforo ser riscado.

Padrão Fifa

De repente, os brasileiros, ou ao menos uma porção deles, querem escolas melhores, hospitais melhores, mais segurança, transporte de primeira e tal. ¨Tudo padrão Fifa¨, dizem.

Padrão Fifa? Não. A Copa será padrão CBF

Padrão Fifa? Não. A Copa será padrão CBF

A realidade é outra, diante das obras improvisadas e superfaturadas ou nem sequer começadas. O Brasil avacalhou até o tal padrão Fifa de qualidade. Ao invés de uma Copa padrão Fifa, o Brasil talvez ofereça o que tem de melhor atualmente: o padrão CBF, símbolo da desorganização e amadorismo do futebol brasileiro, de denúncias de corrupção, de certeza de altíssima arrecadação diante de clubes falidos e de mordomias para seus dirigentes e para os amigos dos amigos – ops, sem referência ao grupo criminoso do Rio de Janeiro.

Torcer ou não torcer para o Brasil?

Muitos dizem que não vão torcer pela seleção como forma de protesto contra o tal padrão CBF que se tem hoje no Brasil da Copa e no Brasil sem Copa. Outros alegam que uma coisa não tem nada a ver com a outra, que é um absurdo torcer contra e etc e tal.

Adesivo de carro anos 70

Adesivo de carro anos 70

Discussão boba, que remete à lembrança um país que os brasileiros já superaram: o Brasil, ame-o ou deixe-o.

Não se torce a favor de um time de futebol por imposição e nem se torce contra o que deseja o coração. O resto é resquício de ¨masturbação ideológica¨ como uma vez inventou o então ministro Sérgio Motta – já falecido. cOpa comemoraçãoSe a seleção empolgar em campo, a esmagadora maioria vai se empolgar também. Se levar passeio e balaio dos adversários, babau.

É isso, vem aí a Copa mais improvisada dos últimos tempos, e a que mais exigiu vida de trabalhadores nas construções de estádios, com 8 mortos. Preparem-se todos. O mundo conhecerá o nosso padrãozinho CBF. Já imaginou como poderá ser essa Copa? Do balacobaco.

Fortiori, sem mudança: Marconi lá na frente

Previsível, pesquisa Fortiori publicada hoje pelo jornal Diário da Manhã mostra que o cenário não mudou. Continua apresentando possibilidade de vitória do governador Marconi Perillo já no 1º turno, caso as eleições fossem agora.

Marconi-Perillo-pesquisa

Marconi e Antônio Gomide surgiram com variação positiva – aumento dentro da margem de erro do instituto – de 1 ponto. Vanderlan Cardoso e Jr Friboi se mantiveram exatamente como estavam no mês passado.

VANDERLAN-CARDOSO-JUNIOR-FRIBOI-ANTONIO-GOMIDE-620x450

Nesse cenário, Marconi tem exatos 50% das intenções de votos válidos, o que indicaria a definição de vitória já no 1º turno nos décimos. Exatamente como era há um mês, com 50,6%.

A novidade desta nova rodada da pesquisa Fortiori é o levantamento que simula um possível 2º turno. Contra Vanderlan, Jr e Gomide, Marconi venceria com larga margem, se as eleições fossem agora.

Vai ter Copa, mas não reaja a assaltos

Flagrante em Fortaleza, Ceará, uma das cidades da Copa

Flagrante em Fortaleza, Ceará, uma das cidades da Copa

A gestão de segurança para Copa do Mundo de São Paulo está preparando uma cartilha que vai ser distribuída nos aeroportos europeus. Nela, há a recomendação: se você for assaltado, não reaja, não grite, nem discuta. Justificativa para a tal cartilha: os estrangeiros não estão acostumados com esse tipo de crime. Lá fora, também há assaltos, mas muito raramente o bandido puxa o gatilho. Eles sabem que se forem pegos por roubo, vão pegar penas leves, mas se matarem… a coisa complica demais. Por aqui, bem, por aqui se mata por qualquer coisa, até em assaltos.

Não ao voto obrigatório

Pesquisa Datafolha garante que 61% dos brasileiros é contra a obrigatoriedade do voto, como consta na Constituição. Quanto maior a escolaridade, maior o índice que rejeita ser obrigado a votar.

Em vermelho, países de voto obrigatório

Em vermelho, países de voto obrigatório

Não é sem motivos que o número de eleitores que prefere pagar a multa irrisória por não votar, e aqueles que votam em branco ou anulam o voto é cada vez maior.

A pesquisa não diz que os brasileiros não querem votar. Mostra apenas e claramente que não concordam com a votação obrigatória.

Vai ter Copa, mas parece que não vai ter celular

celuklar sem sinal

As telefônicas avisam: o serviço móvel de telefonia, o tal do celular e os smartphone, vai dar xabú nos estádios da Copa. Culpa de quem? Nem precisa responder, né?

No ano passado, as telefônicas avisaram que levariam 150 dias para deixar tudo nos trinques. Mas somente a 90 dias do jogo de abertura da Copa é que a coisa andou. Nem na capital do Brasil os celulares vão funcionar normalmente…

Vai ter Copa, mas em Cuiabá não vai ter cama

O governador do Estado do Mato Grosso admitiu que a capital do Estado, Cuiabá, uma das 12 sedes da Copa do Mundo, não tem hotéis suficientes para acomodar 40 mil torcedores/turistas que ele calcula receber.

Acomodações padrão Fifa em Cuiabá?

Acomodações padrão Fifa em Cuiabá?

O governo mato-grossense já criou um programa para incentivar os cuiabanos a alugar uma cama em suas casas. 2.200 moradores se inscreveram. Mesmo assim, vai faltar abrigo.

Resultado: ele agora diz que vai preparar colégios para receber os turistas/torcedores. Show.

FHC tentou trazer a Copa para o Brasil

Sempre espetacular, Roberto Dávila entrevistou FHC esta semana (Globo News). Durante a entrevista, que abordou ótimos temas e revelou algumas passagens entre PSDB e PT, FHC deixou claro que não é contrário à realização da Copa do Mundo no Brasil, e completou: ¨Eu tentei fazer a Copa no Brasil. Em 1998, levei o Pelé na Suíça¨ para ajudar. Não deu certo, arrematou.

FHC também tentou trazer a Copa para o Brasil

FHC também tentou trazer a Copa para o Brasil

Sobre a Copa hoje, FHC diz apenas que o momento – este, agora – é que não é bom. Há 7 anos, o momento realmente era outro.

Quem muito desmente… Só pra constar

Na coluna Fio Direto, hoje, 2ª, 12, assinada pelo jornalista Helton Lenine, no Diário da Manhã, diz textualmente que ¨após uma rodada de conversações com o presidente (nacional) do PT, Rui Falcão,…¨. Vale refletir.

coelho

A informação além dessa aí é que o ex-prefeito Antônio Gomide, de Anápolis, continua firme na disputa do governo do Estado.

Ora, se essa já era a posição anteriormente, por que reafirmá-la? Coelho nesse mato?

O recado de Roger, do Ultraje, é sério

Regina Duarte

Regina Duarte

No meio de uma apresentação, Roger, líder do Ultraje a rigor, leu um desabafo via Twitter, citando ataques de fakes, que ele disse serem pagos pelo ¨partido que se considera dono¨ do Brasil.

Regina Duarte disse que sentia medo. Era, talvez, medo dela. Não é mais.

Os meios não justificam os fins. Não mesmo.

Vai ter copa, sim. E seja o que Deus quiser…

Não tem como correr: vai ter Copa no Brasil. Dentro de uns 30 dias, mais ou menos. Mas falar que o país se preparou para um evento desse tamanho é conversa fiada. Não se preparou durante 7 anos e nem vai se preparar agora.

Aeroporto de Cuiabá. Bom, mas só na maqueta...

Aeroporto de Cuiabá. Bom, mas só na maqueta…

E olha que não faltou boa vontade. Veja o caso da complicadíssima, arcaica e estorvo nacional que é a lei de licitações, a tal da 8.666. Aliás, até pelos números já demonstra sua natureza ruim…

Acabaram com essa lei nas obras especiais da Copa. Criou-se um tal regime especial, exatamente para que a tal lei do atraso não atrapalhasse. E aí? E aí, nada. Nem assim as coisas andaram como deveriam andar.

Aeroporto de Fortaleza também não ficará pronto

Aeroporto de Fortaleza também não ficará pronto

Já tem gente comemorando que alguns aeroportos finalizaram obras de ampliação. Nem foi o governo ou os governos que fizeram isso. Levaram tempo demais para perceber que a Infraero jamais conseguiria terminar aeroporto algum, vide os exemplos de Goiânia e vitória, e adotaram a tal concessão. Ou seja, chamaram a iniciativa privada pra dar um jeito.

Pra piorar, nem todos os aeroportos estão prontos. Caramba, falta um mês pra Copa e nem aeroporto tem… Onde? Pra ficar em um exemplo, Cuiabá.

Nem da pra falar sobre tantas outras coisas que nem saíram do papel…

Vai ter Copa assim mesmo, e seja o que Deus quiser.

PS – Ahh, dia desses li por aí que os gringos que vierem não vão se incomodar com esses desarranjos porque sabem o que vão encontrar. Pois é…

– – – –

Trevo do Daia

É impressionante como as obras no Brasil demoram pra terminar. O trevo do Daia já tem muito tempo que está sendo construído. E se alguém passar por lá vai ser um sufoco só.

O caos é diário no trevo do Daia

O caos é diário no trevo do Daia

Como é que se estrangula uma rodovia como a BR-060 por tanto tempo e não fazem um desvio de gente? Não seria difícil, não. Há espaço dos dois lados para isso. Mas, não. Juntaram todas as pistas em mão-dupla de um lado só.

E a obra segue no ritmo normal, ou seja, quase parando…

– – – –

Petrobrás e a CPI dos investigados

Trem de doido. Dos indicados até agora para investigar as possíveis malandragens na Petrobrás, cinco são investigados, respondem processos ou já foram condenados. A lista, segundo o site Congresso em Foco:

CPMI-Petrobras

Valdir Raupp, presidente do PMDB – responde a 4 ações penais por peculato (desvio de dinheiro público por funcionário público), crimes contra o sistema financeiro nacional e crimes eleitorais. Essas são as ações penais. Ele ainda é investigado por inquérito por suposto crime contra a administração em geral.

Acir Gurgacz, do PDT – alvo da investigação de 2 inquéritos. O primeiro por crime de responsabilidade, e o outro, por crime previsto na lei de licitação.

Gim Argelo, do PTB – Já foi condenado em duas instâncias da Justiça do DF, e ainda responde a outros 6 inquéritos: por crimes como apropriação indébita, lavagem de dinheiro, peculato, corrupção passiva e ativa e crimes eleitorais e da lei de licitações.

Ciro Nogueira, do PP  – Investigação corre no Supremo Tribunal para apurar possíveis crimes de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e tráfico de influência.

Vital do Rêgo, do PMDB – Além de ser indicado para presidir a CPI, ele já é presidente da CCJ, Comissão de Constituição e Justiça. É investigado em inquérito por suspeita de crime eleitoral.

Quando o petróleo pega fogo, o ar fica muito poluído...

Quando o petróleo pega fogo, o ar fica muito poluído…

Falar de meio ambiente, então. Alguma esperança no ar??? Difícil, né. O ar anda muito poluído.

– – – –

Pra ver no que vai dar…

É cada vez maior o número de economistas e agências que fazem as contas, sacodem os números atuais e projetam inflação acima do teto da meta. O próprio governo admite que vai bater na trave.

índice dispara

Se está ruim agora, imagina depois, em 2015…

Quem ganha com acordo Marconi/Paulo Garcia

Chega de cara feia...

Chega de cara feia…

Quem ganha mais com o convênio que será assinado entre o Estado e a Prefeitura de Goiânia, o prefeito Paulo Garcia ou o governador Marconi Perillo? Ambos, claro, mas quem realmente fica com maior lucro é a população.

Marconi avança politicamente, sem dúvida. Demonstra, também na capital e depois de fazer isso pelo estado todo, que desenvolve política administrativa sem vícios de doutrina partidária. Paulo Garcia avança exatamente no ponto que tem estrangulado a sua imagem, a administração das funções cotidianas da prefeitura.

A população goianiense, porém, ganha mais do que Marconi e Paulo. Acordos entre entes administrativos são fundamentais na confusa relação federativa do Brasil, onde a esmagadora maioria dos recursos desembarca em Brasília (72%) e nos Estados (23%).

Não faltam exemplos dos resultados práticos dessa boa relação. A começar pelo Estado com a União. Desde sua posse, em 2011, Marconi corre atrás da presidente Dilma Roussef e dos ministros dela propondo parcerias. E da mesma forma ele tem agido com prefeitos de todas as cidades do interior. Basta ver, e para ficar em 2 exemplos, Aparecida de Goiânia, administrada pelo peemedebista Maguito Vilela, e Anápolis, comandada até o início de abril pelo petista Antônio Gomide.

A partir de agora, a sempre bela Goiânia passa a integrar essa lista de cidades beneficiadas pelas boas relações administrativas em Goiás. Alguma dúvida de que é a população quem mais ganha com isso?

Assassinato acidental???

A madrasta do garotinho Bernardo, assassinado no Rio Grande do Sul, diz que a morte dele foi acidental. Fiquei aqui pensando… Enterrar o garoto no mato e jogar soda cáustica em seu corpo também foi acidente?

bernardo

A criatividade de alguns advogados na hora de defender seus clientes bandidos é impressionante.

Na Libertadores, só sobrou o Cruzeiro

Cruzeiro Bandeira

Quem diria? Até o Atlético Mineiro se lascou na Taça Libertadores. Primeiro foi o Grêmio, que perdeu nos pênaltis em casa. Ontem, o Atlético empatou com um time colombiano, também em casa, e caiu fora. O Brasil é azul na Libertadores.

A frase de Iris Rezende

Em carta ao diretório estadual do PMDB, o ex-governador Iris Rezende anunciou sua retirada do cenário sucessório estadual, deixando aberto o caminho para o empresário bilionário Jr Friboi. Mas uma frase na carta continua queimando. Fala sobre um tal ¨mercado de especulações pouco republicanas¨ que teria acontecido na disputa peemedebista.

Iris quer boi no rolete?

Iris quer boi no rolete?

É fogo para fazer um churrascão.

Prefeito de Rio Verde pressionado

rio verde

O prefeito da principal e mais importante cidade da região Sudoeste, a mais rica de Goiás, Juraci Martins, PSD, está debaixo de pancadaria total. Há acusações de desvio de dinheiro para time de futebol, contratos que seriam suspeitos, falta de critério na aplicação de recursos e uma renca de outros pontos negativos. Hoje, no Diário da Manhã, há duas páginas sobre essas denúncias, em reportagem assinada por Hélmiton Prateado.

Se não for a tal ¨intriga da oposição¨, Juraci está lascado.

Senna Aceno

A Fórmula 1 nunca mais foi a mesma…

Senna AcenoCurva Tamburello, em Ímola, Itália. O carro azul da equipe Wiiliams estava na liderança. De repente, uma guinada à direita seguida por uma batida violentíssima no muro. Um impacto tão forte que o carro, ou o que restou dele,  rodou na grama e voltou à pista até parar completamente.

Senna carro

O mundo parou por alguns segundos. No cockpit, Ayrton Senna permaneceu imóvel.

Veja a cena.

http://www.youtube.com/watch?v=o0rbd0Z8XJI

O show tinha que continuar, e a direção da prova não declarou a morte de Senna, embora as imagens de sangue no asfalto após a retirada de seu capacete pela equipe médica, e o clima pesado no autódromo, indicava que o acidente não tinha sido apenas muito mais grave. Tinha sido fatal.

Senna atendimento

Oficialmente, Senna morreu naquele dia 1º de maio de 1994 às 13H40, horário do Brasil. O Plantão do Jornal Nacional deu, então, uma de suas mais trágicas notícias ao povo brasileiro.

http://www.youtube.com/watch?v=pswHcBtRMI0

E, então, a nação brasileira chorou. O Brasil não perdia apenas um piloto de carros de extraordinário talento. Os brasileiros perderam um ídolo que não tinha pudores de se mostrar sempre e no mundo inteiro brasileiro. O que se seguiu depois, e até o seu enterro, foi um país inteiro triste como jamais havia estado em toda a sua história.

Uma das últimas fotos de Senna antes da largada

Uma das últimas fotos de Senna antes da largada

Ainda hoje, 20 anos depois, é difícil rever as última cenas do velório de Ayrton sem que os olhos fiquem lacrimosos.

http://www.youtube.com/watch?v=xvmuHGrrbCQ

Infelizmente, nem todos são macacos…

 

 

 

 

bananaPior que jogar a banana, é não saber o que fazer com ela. Valeu, Daniel Alves

flor da bananeira   Se os preconceitos não fossem cegos, certamente poderiam ser tocados pela beleza das flores… da bananeira.

A fuga do embaixador brasileiro na Venezuela

Leandro Mazini, no Blog da Esplanada (UOL), afirma hoje que há 6 meses o embaixador do Brasil em Caracas, José Marcondes de Carvalho, saiu às pressas da Venezuela. Não foi um ato de rotina no Ministério das Relações Exteriores. Carvalho deveria ficar 5 anos no posto. Ficou apenas 2.

Ele é segue a linha do governo brasileiro com relação ao regime chavista, mas sua esposa é uma artista plástica venezuelana, e não conseguiu se manter discreta. Ao tecer críticas ao estado atual de seu país, foi ameaçada. O casal saiu às pressas de Caracas.

Cartaz venezuela

É incrível a leniência que se tem em relação a esse tipo de coisa. A esposa de um embaixador brasileiro, portanto embaixatriz, é ameaçada por radicais venezuelanos ligados ao governo e não se ouve um pio oficialmente. Será que seria a mesma coisa se o fato tivesse ocorrido nos Estados Unidos da América?

A modinha do fogo

ônibus pegando fogo

Virou modinha tocar fogo em ônibus. Atropelamento? Fogo no ônibus mesmo que o veículo do atropelador seja um carro. Cidadão é assassinado por bala perdida disparada no morro? Fogo no ônibus para protestar contra a insegurança. Polícia reage e mata traficante ou transfere chefões do banditismo de presídio? Fogo nos ônibus que estiverem por perto. Ônibus só anda lotadaço? Fogo no que resta.

Pobres diabos, não percebem que tocar fogo em ônibus movimentam a roda capitalista e enchem os bolsos das seguradoras e dos fabricantes de ônibus… Sem falar que a reposição dos ônibus é integralmente paga pelos incendiários…

A escolha de Sofia diante do monte de lixo

Que dramalhão esse da Comurg atualmente. Como não consegue recolher mais que 1 a cada 2 saquinhos de lixo doméstico, tem que escolher qual saco carregar.Delta-construçõe

E o drama é anterior a esse. Até 2012, a capital de Goiás não tinha problemas tão sérios com o lixo. Quem comandava a coisa era a Delta, a endiabrada empreiteira-mor da corrupção recente – recente, sim, porque antes eram outras empreiteiras. Elas mudam, só a corrupção é sempre a mesma, embora não exatamente menor. Mandaram a Delta embora e o resultado é esse aí. O drama sofianiano da Comurg foi concluir que era ruim com a Delta, e ficou muito pior sem ela.

Ahh, a Petrobras…

oleoduto

Mais um rombinho de quase 300 milhões de dólares foi descoberto na Petrobras, após o escândalo da refinaria ferro-velho de Pasadena. O oleoduto que liga Brasil ao Equador já gastou essa grana preta e jamais foi usado.

A Petrobras é um poço negro sem fundo. E não é de petróleo.

Friboi pode se tornar o último algoz de Iris

E se Friboi derrotar Iris internamente…

Iris-e-Friboi

Os iristas, e o próprio Iris Rezende, estão incomodados. A insistência dos friboizistas em provocar prévias para a escolha do candidato do PMDB ao governo do Estado indicaria que o partido está mapeado, e há maior número de seguidores de Friboi. Ontem, 25, no interior, Iris jogou o peso de mais de 50 anos de militância política para dizer que não topa disputar prévias.

Esse jogo interno do PMDB vai provocar consequências vigorosas na campanha deste ano. Se Friboi vencer a corrida peemedebista, então será o segundo a impor derrota ao maior líder da história do PMDB em Goiás. O primeiro foi Marconi Perillo.

Se perder agora, dificilmente Iris Rezende terá tempo suficiente para se recompor e voltar ao topo mais uma vez. Será, definitivamente, o ocaso dramático e decadente da maior estrela que o PMDB goiano já teve, e o fim de um deuses do Olimpo político de Goiás.

Iris seria o chamado candidato natural?

Muitos políticos e cientistas políticos não acreditam na existência de as chamadas candidaturas naturais. Faz parte do jogo de interpretações da política. Mas como classificar Maguito Vilela em 1998 diante daquela eleição? Governador, lotado de popularidade até nas tampas, e com possibilidade de buscar a reeleição. Não seria ele um candidato natural naquela disputa? E a arrancada interna que Iris Rezende deu naquela época atropelando Maguito e se lançando candidato em seu lugar? Natural?

montagem-irismaguito

Pode-se levar em conta que candidaturas naturais são aquelas que o curso da história e o senso comum indicariam pela viabilidade imediata pelos inúmeros fatores que a cercam. Portanto, Maguito era, sim, a escolha natural do PMDB em 1998. A candidatura de Iris no lugar dele foi algo que quebrou o elo evolutivo daquele momento.

E hoje? Quem seria o candidato natural do PMDB? O recém-chegado Jr Friboi, que chegou chegando e arrebatando seguidores aos montes, ou Iris Rezende, o velho líder que sempre esteve onde agora está?

Essa pergunta terá que ser respondida pelo próprio PMDB de Goiás.

Caixa da Prefeitura de Goiânia: o descontrole continua?

cofrinho

O jornal O Popular trouxe hoje, 26, reportagem assinada pelo jornalista Pedro Palazzo sobre o rombo de 40 milhões de reais na Prefeitura de Goiânia. O secretário Cairo Peixoto havia preparado uma lista de cortes duríssima, mas que colocaria a casa em ordem. O prefeito a vetou, e a economia calculada em 45 milhões baixou para apenas 1 milhão e 500 mil reais.

Paulo Garcia entendeu que o remédio receitado pela Secretaria de Finanças mataria o paciente. A dúvida é se o paciente, no ritmo em que a coisa vai, não morrerá do mesmo jeito, e da pior forma possível: colapso total.

Vanderlan se mantém candidato

Apesar de viver uma fase muito ruim, isolado e sem condições de montar uma boa coligação, o ex-prefeito de Senador Canedo, Vanderlan Cardoso, e seu pequeno exército, garantem que não haverá recuo na intenção de disputar o governo do Estado.

Urna_Eletronica

Historicamente, esse tipo de estratégia a qualquer preço sempre deu errado. De qualquer forma, e apesar das declarações atuais, nada indica que as mudanças de rumo estão completamente descartadas. Política é a arte do possível.

A contaminação Vargas/doleiro

Pronto, se espalhou…

As peripécias da dupla André Vargas, ex-vice-presidente da Câmara dos Deputados, e o doleiro Alberto Yousseff, parecia restrita aos dois. Pois é, parecia, mas não é. Ontem, pela primeira vez, surgiu um tal de Padilha que, suspeita-se, pode ser Alexandre Padilha, ex-ministro da saúde.

Vargas e doleiro

Padilha, que deixou o Ministério para disputar o governo de São Paulo, negou que esse assunto aí seja com ele. Mas as coincidências são enormes. Um ex-assessor dele no Ministério teria sido contatado pela dupla dinâmica para trabalhar num laboratório de fachada que manteve negócios com o Ministério da Saúde, na época em que Padilha estava no comando.

Noutra conversa gravada pela polícia federal, o doleiro pergunta se o deputado vai demorar a chegar à casa do tal Padilha. A resposta foi direta: estou chegando. Alexandre, que também assina Padilha, nega que tenha recebido a dupla em sua casa.

Sai rápido daí, André

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, até então defendia que André Vargas renunciasse à vice-presidência da Câmara depois de ter se licenciado do cargo. Depois, passou a pregar que ele deveria não só renunciar ao cargo, mas renunciar também ao mandato de deputado. Agora, fala abertamente que o deputado que queria se dar bem – conforme aparece nos diálogos entre ele e o amigo doleiro – deve renunciar ao PT.

O medo de Falcão é que a permanência de André Vargas contamine outros membros do PT. A estratégia dele lembra o conselho dado por Bob Jefferson à CPI dos Correios, quando ele aconselhou o então poderoso ministro Zé Dirceu a abandonar a Casa Civil.

Nós somos teu

O problema é real e a contaminação está em curso. Além de resvalar num certo Padilha, já começam a aparecer indícios que podem envolver o deputado federal Cândido Vaccarezza, um dos cardeais do PT em Brasília.

Vaccarezza nega tudo, mas a Polícia Federal quer investigar essa relação dele com André e com o doleiro.

Vaccarezza

Vaccarezza é o deputado que foi flagrado na CPI Cachoeira/Delta mandando torpedo para o governador do Rio, Sérgio Cabral, dizendo ¨… nós somos teu.¨

CPI da Petrobras

O PT já sabe que o plenário do Supremo Tribunal Federal vai confirmar a decisão monocrática da ministra Carmem Weber, de que o Senado deve abrir CPI exclusiva para investigar o rolo na Petrobras. Por isso, mudou de prática.

Logomarca da Petrobras

O Palácio das Esmeraldas deu ordens expressas para as lideranças do partido para indicar camicases para a CPI dispostos a defender o governo e o PT até as últimas consequências, mesmo que isso custe caro junto à opinião pública. Ou seja, a escalação do time para a CPI da Petrobras deve ser de gente que não teme a eleição deste ano.

metro-sp1

Se essa é a estratégia da defesa, o Palácio também organiza o ataque. Já deu sinal verde para apresentar outras duas CPIs para investigar o rolo no metrô de São Paulo – aqui, pode dar zebra se as investigações forem fundo demais. Já se sabe que o tal cartel da malandragem não atuou somente em São Paulo, e existe inclusive a suspeita de que setores do governo federal ligados a transporte ferroviário podem ter se envolvido também – e as confusões no Porto de Suape, no estado de Pernambuco.

porto-de-suape

Em resumo: a tática é o velho chumbo trocado.