urna eletrônica. Foto: Nelson Jr./ ASICS/TSE

Pesquisa Serpes/O Popular para o Senado tem erro grave de tabulação informativa

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

É absolutamente impossível compreender a lógica adotada na tabulação da pesquisa Serpes, contratada pelo jornal O Popular, para o Senado. O instituto apresentou três tabelas: geral, primeira opção e segunda opção de voto. As duas últimas são auto explicáveis: o eleitor entrevistado é informado de que nas eleições deste ano ele poderá votar em dois candidatos para senador. Os nomes citados são agrupados, na ordem em que foram proferidos, nas duas tabelas. Esse processo é bastante usual. A tabulação geral, porém, soma os percentuais e divide por dois. Ou seja, mesmo que o eleitor entrevistado tenha indicado dois votos, na média, esses votos se transformam em apenas um.

As tabelas tem tamanho diferentes porque três nomes sumiram na 2ª opção

As tabelas tem tamanho diferentes porque três nomes sumiram na 2ª opção

Além disso, há um erro gravíssimo de informação entre as tabulações. Estimulado por uma cartela com 12 nomes de possíveis candidatos para o 1º voto, na 2ª opção aparecem somente 9 desses nomes. Três deles simplesmente desaparecem entre uma tabela e outra: Demóstenes Torres, Luana Baldy e Agenor Mariano. Pode ser que nenhum deles tenha recebido indicações como 2º voto, mas essa informação teria que constar na tabela da 2ª opção como igual a zero, e não simplesmente desaparecer. Para completar, outra informação também desapareceu: a quantidade de eleitores que anularia o segundo voto ou votaria em branco.